CONTATO

E-MAIL: ventosulazul@gmail.com

Pergunta que não quer calar

Gostaria de saber se a Polícia Militar atuará com o mesmo ímpeto com que atuou no clássico de 15 de março de 2009, onde o Coronel responsável pelo jogo retirou uma faixa com os dizeres "Figueira Série B", e proibiu a torcida do Avaí, na época, de curtir o seu momento de estar por cima da carne seca.

Não gosto desses pensamentos de conspiração, mas tem uma hora que enche o saco. Polícia proibindo o Avaiano de avacalhar o rival, imprensa que avacalha e incendeia a torcida tricolor de São José. Realmente, às vezes é chato demais.

Entrevista com o W9

Curioso o foi a explicação do por que deu errado: "esse time não deu liga". A entrevista completa segue abaixo.

Respeito ao Avaí

Palavras são erros. E os erros são de quem?

Como já descrito por vários blog's, ontem a Reunião do Conselho Deliberativo tratou das questões envolvendo a mensalidade do clube. Houve a redução postulada, e a associação diferenciada para estudante foi o ponto positivo  de todas as questões definidas ontem. Outro destaque foi a informação de que o clube não é mais refém de um programa fracassado de marketing, que acredito deva ser objeto de uma ação judicial reparatória a ser ajuizada pelo clube.

A presença de alguns blogueiros também foi extreme salutar, não obstante a ausência de outros (inclusive eu), o que não significa que quero "me esconder na moita" ou que não "dou a cara para bater".

Palavras ao ar não me convencem. Não me parece adequado, no momento, utilizarmo-nos do expediente da soberba - tão criticado por todos quando os protagonistas do salto alto eram os Diretores Executivos - para justificar nossas certezas.

Subscrevi o documento do André Tarnowski, e espero ansioso pelas respostas. Considero esse tipo de participação muito eficiente e democrática, para não dizer brilhante, pois fundamentada no respeito e cordialidade. O fato de não termos uma legião de torcedores ontem, no meu modo de ver, não significa que sejamos tão "infantis" ou "imaturos" quando o assunto é oposição. Já dizia alguém que a vitória com base em violência (qualquer tipo dela) e a derrota são iguais, pois são passageiras.

Há muita coisa errada, não há dúvida. Ainda não atingimos o patamar ideal do debate democrático dentro do órgão colegiado do Avaí. Planos e metas institucionais ainda são objeto de decisão totalitária da situação. Porém, o simples fato de um documento pedindo explicações, e assinada por sócios do clube, já constitui motivo suficiente a demonstrar que não se aceita a forma como o clube está sendo conduzido. E o estágio de real oposição ao atual Presidente carece da figura do opositor, passo o qual ainda não foi dado, pois em quase 10 anos de gestão ninguém se propôs a conduzir o clube.

Valores de mensalidades era um dos pontos questionados pela torcida. Outros tantos estão dependentes das informações requeridas ontem. Só posso dizer que não dá para comparar esse tipo de mobilização com outros, que bem aqui perto, fizeram bagunça para ninguém entrar no estádio (o famoso "´público zero"). Seria "isso" o ideal?

Abraços!

Vergonha

Essa foi a notícia mais vergonhosa de 2011. Não que nossa campanha fique muito longe, mas esse fato deveria ser representado para a Associação Brasileira de Imprensa. Nenhuma emissora de Florianópolis esteve transmitindo o jogo do Avaí em Curitiba!

Chamo a atenção para os Dirigentes de rádios, jornais e televisão de Florianópolis. Como seus profissionais desrespeitam princípios éticos internacionais do jornalismo??? Pergunto aos profissionais que aqui trabalham se eles respeitaram o princípio da responsabilidade social (ver aqui) ou o princípio do acesso à informação?

Vergonhosa a atuação e a mediocridade com que se talha a informação na Capital do Estado. Também pudera, o maior órgão de imprensa simplesmente ignora que a Universidade Federal de Santa Catarina tem um dos melhores cursos de jornalismo do país...

Uma verdadeira vergonha e desrespeito com a maior torcida de Santa Catarina.

Onde estaremos?

Tive o desprazer de acompanhar mais uma derrota do Avaí em 2011. Verdade seja dita, que "timeco" montamos para disputar (?!?) o campeonato mais difícil do mundo. Fernandinho, Weeeelllllton Felipe, Daniel, Acleisson, credo, que tristeza.

Sei que posso ser achincalhado a qualquer momento, mas tenho que ser justo com o que vi. O acinte de 2011, Robinho, pelo menos correu mais do que ultimamente (talvez em busca de um contrato com LA).
No mais, repercute como retaliação o contrato de Lincoln com o Coritiba. Detalhe para o prazo: 3 anos. O mesmo período pedido por Marquinhos, e negado pela Diretoria.

Porém, a esperança está por conta da reunião de logo mais, na Ressacada. Os sócios prometem presença. O documento do André Tarnowski repercutiu, e estamos ansiosos pelos esclarecimentos. Veremos se o dia 28 de novembro de 2011 será o marco para a mudança de divisão. Para cima, ou para baixo.

O homem da mala

Nesses tempos de vacas magras, tristes e depressivas, notícias de futebol mais interessantes tem vindo de todos os lados, menos da Ressacada. Uma pena.

A bomba que estoura agora é "mala" que definirá o acesso para a primeira divisão nacional em 2012. Também pudera, o menor clube da série A desse ano (o do outro lado) deve abocanhar por baixo uns R$ 20.000.000,00.

Especula-se que o Vila Nova de Goiás deve receber R$ 2.000.000,00 para segurar o Sport. Cada integrante receberia R$ 65.000,00 em caso de vitória.

Com essa "força extra", o time pernambucano já teria prometido R$ 1.500.000,00, para divisão entre Paraná, Asa e Duque de Caxias.

Vale tudo para repartir o bolo da série A. E pensar que a Diretoria incompetente jogou tudo pelo ralo...

Para mais detalhes, clique aqui.

Desistir de lutar?

Quando quisemos, conseguimos
Entendo como muito importante as mobilizações dos blog's azurras no tocante a presença do associado na reunião do Conselho Deliberativo do Avaí, marcada para o próximo dia 28.

Situações muito constrangedoras, capitaneadas pela atual Diretoria, fazem surgir movimentos de oposição contundentes ao Presidente, ainda que falte para tal a organização necessária para o sucesso que se busca. Independente de tal circunstância, a insatisfação evidente já dá a percepção de que, na vindoura sessão solene do CD, haverá participação, ainda que extra muros, de parcela significativa dos associados do Avaí.

Só isso já é o bastante para termos a esperança de que o totalitarismo implantado dentro da Ressacada possa finalmente ter um fim. Não admitimos que o Avaí F.C se torne uma empresa familiar.

Tal manifestação também já ocorreu no Fluminense (clique aqui) e no ABC de Natal (clique aqui). É importante também que se cobre na próxima reunião a imediata exclusão dos conselheiros que se fizeram ausentes em período superior ao previsto no Estatuto. Este órgão colegiado não pode ter caráter arrecadatório.

A alardeada "Nova Era" do Avaí passa pelo êxito dessa reunião.

Lincoln desmente a pancadaria

"- O que realmente aconteceu foi que, dentro de campo, ainda no primeiro tempo, Diogo e eu nos cobramos de maneira mais ríspida, o que é uma situação corriqueira dentro do futebol. Imagina você dentro de campo buscando a vitória a qualquer preço para manter a esperança de não ser rebaixado e as coisas não dando certo. Logicamente, agressões não devem existir jamais, porém não devemos dar uma dimensão aos fatos maior do que ela realmente têm. O que posso garantir é que não houve nenhum tipo de agressão física dentro do vestiário. Acredito que eu e o Diogo buscávamos o melhor para o Avaí naquele momento, pois só a vitória interessava. Infelizmente não conseguimos, e estou realmente muito chateado com tudo isso, porque o Avaí não merecia cair - declarou, por meio de sua assessoria de imprensa."

Nota do Blogueiro: chama a mãe que o pai tá doido!!!

Para mais detalhes, clique aqui.

Para refletir

"Num clube que emprega torcedores do "doladelá" ter X9 no meio é fichinha..." (Opinião do Raniere, no blog do André Tarnoswski).




Nota do Blogueiro: constatação mais do que pertinente. Quantas decisões "equivocadas". Custo a acreditar que tenhamos reunido na Ressacada esta larga escala de incompetência.

O Conselho Deliberativo foi convocado

O Presidente do Conselho Deliberativo do Avaí Futebol Clube, no uso de suas atribuições e na forma dos artigos 50, 51 e 53 dos Estatutos Sociais, convoca os membros do Conselho Deliberativo para Reunião Extraordinária no dia 28 do mês de novembro de 2011, às 19h30min, em primeira convocação, com a presença da maioria simples dos Conselheiros com direito a voto e, em segunda convocação, às 20h, com qualquer número de Conselheiros, em sua sede, na Ressacada, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia:

1. Leitura da Ata da reunião anterior;
2. Admissão de novos conselheiros;
3. Mensalidades de associados para 2012;
4. Assuntos gerais.



Florianópolis, 21 de novembro de 2011 

Nereu do Vale Pereira
Presidente do Conselho Deliberativo



Nota do blogueiro: oportunidade para lavar a roupa suja e definir como será 2012. Como já disse, está nas mãos deste órgão colegiado o futuro do Avaí.

Plim Plim!



Boa notícia para os torcedores de Atlético PR, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Bahia e Palmeiras: se algum deles cair para a segunda divisão, o dinheiro repassado pela Globo – fundamental para a contratação de reforços – não sofrerá cortes. Ao contrário do acordo anterior com o Clube dos 13, no primeiro ano de série B o clube não perde nada do valor que a Globo se comprometeu a pagar. Se não subir logo é que a situação complica. Em 2013, o clube receberia apenas 75% dos recursos; em, 2014, metade e 2015, 25%

Nota do blogueiro: Bizarrisse patrocinada pela Globo, promovendo o desequilíbrio da disputa, aliás, como já ocorre na série A. Ou arrumamos a casa, ou a volta será mais difícil. Para mais, clique aqui.

Começar a partir de onde?

Foto: Flávio Neves
Amigos, começa a semana, agora sem sombra de dúvidas que disputaremos a série baixa em 2012. Hora de começar aquilo que não fizemos.

Por mais que detestemos a maioria destes boleiros que indignamente vestiram nossa camisa, é fato que alguns deles devem permanecer para o ano que vem. Espero que a seleção seja criteriosa, e não pela intensidade amizade com o Presidente.

A entrevista de William foi retumbante. Disse o craque da camisa 9 que o elenco está rachado. Já tínhamos postado isso aqui no blog ainda em agosto (clique aqui) após algumas conversas com pessoas de dentro do clube. No mesmo mês, ficamos sabendo também que Acleisson já espalhava para seus vizinhos que o Avaí estava f...

Não bastasse, o colombiano Estrada pediu mais de uma vez para ir embora (e com razão), pois foi preterido por Robinho e outros...

E para fechar, Lincoln não deve permanecer, e em retaliação de LA, o craque da camisa 99 deve desembarcar em Curitiba, conforme também já tínhamos especulado aqui.

São muitas as mazelas que nos rebaixaram, e acredito que muitas delas ainda influenciarão nosso desempenho em 2012, agravadas pela notícia de que certo empresário, que detém jogadores da base e que rompeu com LA, deve ser o "investidor" do Avaí. Se for assim, Meu Deus...

Desse jeito, fica difícil acreditar. A responsabilidade de um novo começo, de fato, está nas mãos do Conselho Deliberativo.

Conduta no mínimo indelicada


Na última transmissão pelo PFC, do empate entre Avaí e Cruzeiro, o repórter de campo da RBS, ao se referir ao futuro do Leão, se embasbacou quando quase concluiu a frase que em 2012 jogaríamos a série B (o fato ocorreu no 1º tempo da partida), cortando o microfone após uma sutil risada.

O que eu posso dizer disso? Repórter de Florianópolis que ri do time que dá o emprego não só para ele, mas para diversos outros profissionais.

Logo após houve retratação, mas depois da porta arrombada não adianta tranca de ferro.


Preocupações pertinentes

Amigos, ontem tentei colocar minha preocupação sobre a inexistência de oposição à gestão atual, e quando citei oposição, não me referi às opiniões contrárias às decisões tomadas pelos responsáveis de nossa atual crise.

Nessa linha de pensamento, acompanho as opiniões preocupadas dos blogueiros acerca da manutenção  de posturas que nos levaram a atual situação. Apenas mudanças de nomes das figuras não darão ao Avaí uma nova realidade. É por isso que o blog (assim como 90% dos blog's avaianos) insiste que o Conselho Deliberativo deve tomar uma medida contundente sobre quem são os investidores, quem são os parceiros, critérios para contratação de Diretores, motivo para presença de empresários no vestiário antes dos jogos, abordagem de jogadores por empresários vinculados ao Presidente, enfim, uma verdadeira Auditoria na vida do Clube. Trata-se de dever do Conselho Deliberativo, e não de indevida intromissão.

No mais, cabe-nos apoiar o Ovelha. Entendo que a tentativa é válida diante da perda gritante de valores.

Pelo menos é um técnico que imprime raça ao grupo de jogadores, combina com o que esperamos para 2012 e não vimos esse ano.

Afinal, se não tivermos mais esperança de que vai melhorar, não terá mais graça torcer.

@MauroOvelha

Incoerência ou loucura, não sei se há termo apropriado para tal fato. Mas é inexplicável a sensação de um "turrão" como Mauro Ovelha agora contar com uma simpatia que ele obviamente não tem, graças a um perfil fake mais do que surpreendente, não apenas pelos tweets muito condizentes com sua personalidade, mas de acordo com o que a torcida espera dele.

De verdade, a minha esperança é que a única coisa fake seja a conta dele no twitter.

Não era o técnico dos sonhos do avaiano para 2012, mas terá meu apoio.

Protesto platônico

Amigos, agora é definitivo. Jogaremos a Série B em 2012. O decreto veio em um jogo até certa medida atípico, uma vez que se viu raça e disposição técnica, porém, completamente sucumbidas pela falta de qualidade do time, da comissão, de tudo.

O rebaixamento era um fato previsível, se hoje o futebol é diferente do que já foi outrora, é fato que hoje se tornou extremamente previsível, diante do profissionalismo que deve nortear a condução dos clubes. Ou se adapta, ou está fora. Sentimos isso na pele.

Porém, não quero tecer comentários mais longos sobre o rebaixamento, pois todos eles já foram explanados até a exaustão não apenas por este blogueiro, mas por todos os demais blog's azurras. Quero discutir com o leitor sobre o protesto contra Zunino.

É fato que o nosso Presidente errou demais. Revelou uma personalidade não compatível com aquela imagem aprazível de São João Batista. Encilhou sua soberba e cavalgou sobre ela durante longos e sofríveis dois anos. Não bastasse, resolveu inserir na conjuntura do Clube empresário com ligação sanguínea muito intensa, coisa que não soou bem entre a imensa torcida avaiana. A prova da insatisfação está nas arquibancadas. Nem nas mais horrorosas fases na segunda divisão se viu tamanha frieza da outrora calorosa nação avaiana.

Ocorre que, ao mesmo tempo em que se brada "Fora Zunino!", não surge sequer um representante dessa "oposição" que vemos nas ruas. Todos pedem mudanças na organização, na instituição Avaí, mas quem se candidata a assumir a "baleeira" no atual momento?

Enquanto não surgir uma oposição organizada que cobre atitude e coerência na condução do Avaí, penso que pedir a saída de Zunino apenas se resumirá a uma crítica acerca da sua postura como Presidente. Não ultrapassará os limites da insatisfação e, portanto, não alterará a "normalidade" dos fatos. Não sabemos se o Vice-Presidente, Nilton Macedo Machado, ou até Eduardo Gomes, querem ser Presidentes do Avaí.

Aí entra o Conselho Deliberativo, órgão incumbido de fiscalizar e cobrar medidas e posturas, e até mesmo gerenciar o clube em caso de ausência de quem o represente na Diretoria Executiva. Mas até lá se vê inércia e conformismo...

Em resumo: movimentos de deposição só fazem sentido através de uma oposição.

Ovelha será o Técnico

Mauro Ovelha será o responsável pela equipe avaiana em 2012. O técnico chega juntamente com Carlito e mais uma trupe de assessores.

Renê Simões foi mais uma ilusão da torcida, mas ao menos se vê alguma iniciativa por parte da Diretoria.

Vamos esperar os primeiros pronunciamentos para entendermos em que contexto chega o novo técnico. Por certo é mais uma aposta. É rezar para que dê certo.

Fala sério!

Acompanhando os blogueiros avaianos pela manhã e início da tarde, é possível perceber que o estardalhaço está feito na Ressacada. Agora é hora de juntar os cacos e tentar formar um novo clube para 2012, partindo literalmente do zero, pois até o parceiro de vitórias está picando a mula, e pelo que parece está indignado.

Notícias dão conta de que Lincoln e Junior Urso já estariam praticamente acertados com quem? Um saco de Sete Belo pra quem acertar!

Acho muito negativo um clube se queimar assim com um parceiro. Independente de não estar isento das responsabilidades, ao que tudo indica, LA sempre foi claro com o clube e com o Presidente. Ocorre que tudo o quanto nos conduziu para a série baixa teve, de fato, um pivô: o descendente do Comandante Executivo Azurra.

Chega a ser chato ter que insistir na mesma tecla, mas o Conselho Deliberativo do Avaí não pode quedar-se omisso diante de tantos escândalos. Fala sério!

Em tempo, recomendo aos amigos leitores o vídeo do "Peteleco da Viola", que pode ser acessado aqui.

O passado não conta

Vídeo da nova camisa da Espanha. Vale a pena conferir.


Vivendo em um hospício

Quando em 22 de agosto publiquei a postagem intitulada "o sofrimento não para" (clique aqui), já dizia que Toninho Cecílio era mais uma cagada das milhares praticadas nesse ano.

Com todo o respeito ao ser humano, que não se discute quando abordamos o assunto "futebol", Toninho deve voltar para onde exercia muito bem o papel de Gerente de Futebol, e não ali na casamata.

Estamos indo para o 5º técnico, ou 6º se levarmos em conta o brilhante "Neguinho". Não há uma boa notícia desde a vitória no Remendo. O avaiano se apoia em tudo o quanto pode para não esmorecer. É hora de mudança, e independente de dramática ou não, é hora de mudar, pois não quero ler em 2012 "eis o planejamento". Não quero.

Quem avisa amigo é

Esse aí sabia das coisas. Por certo teve que seguir o caminho da roça por ter batido de frente com alguém muito bem protegido dentro da Ressacada. Assim como o LA, que brigou com algum empresário e hoje é destinatário da antipatia do nosso Presidente.

Por ser a Ressacada um feudo, e a torcida ser a vassalagem de onde se estrai toda a "legitimidade" de uma gestão fadada ao fracasso, é que Moisés Cândido sabia que isso iria acontecer.

Partiu!

Amigos, é deprimente ter que acordar e tentar escrever algo sobre o Avaí nesses tempos tormentosos por que passamos.

Vejam que estamos dizendo aqui, já a um tempo, que nosso rumo já estava traçado. Com as transações de jogadores importantes, aliadas a vinda de Gallo e posteriormente com o tampa caixão Toninho Cecílio, não nos restou outro destino que não a segunda divisão.

Uma pena cairmos dessa forma, sem luta, sem brio, sem garra, sem disputa. Estamos sendo rebaixados de forma humilhante graças a uma Diretoria burra e bizarra, que lutou contra o clube e contra a torcida.

Será que nosso Conselho Deliberativo terá a mesma coragem do conselho do cocô irmão, que deu o soco na mesa para tirar o clube das mãos de quem erra por gosto?

De todo modo, a dica é: comecemos a pré-temporada para 2012 a partir desse jogo com o Cruzeiro. E desde logo procuremos um cardiologista, pois 2013 promete fortíssimas emoções.

Conversa pra boi dormir

Meus amigos, o nosso William deu uma entrevista em que afirma que os salários atrasados não influenciam no rendimento do time em campo. Diria o manezinho: "vai pro mato, pra vê se o urubu te pinica!"

Pode até não influenciar o William, que brigou, fez gol, quase empatou na última tragédia contra o Ceará, porém os demais não estão nem aí, entram em campo de má vontade. Ou aquele strike que o Gian deu no Caçapa foi só ruindade?

Tem coisa aí que a gente não sabe. O Bruno no final do jogo deu uma entrevista dizendo que as coisas que eles conversam antes ninguém aplica porra nenhuma (palavra do próprio Bruno).

Não duvido de nada do Avaí, mas com essa cacalhada, com essa bagaceira toda que hoje veste indignamente nossa camisa, já disse mais de uma vez, é hora de planejar o acesso 2013.

Farinha pouca, meu pirão primeiro

Conversando com um amigo torcedor do Internacional sobre a Copa do Mundo, "eis" (termos usado por assessores puxa-saco que não querem largar a teta) que me pega de surpresa a informação de que dentro do Conselho Deliberativo do colorado gaúcho há alas de oposição ao projeto "Gigante Para Sempre". Em outras palavras, o Conselho Vermelho tem se posicionado contra a Diretoria Executiva, visando ao bem do clube.

Lá, os Conselheiros tem cobrado duramente informações sobre a origem dos recursos, as implicações das obras e a rentabilidade que justifica a construção do novo estádio do Inter.

Já por aqui, nossos Conselheiros não conseguem juntar 40 assinaturas para cobrar explicações sobre os salários atrasados e o dinheiro das negociações de Marquinhos, Julinho e Renan.

Quem governa sem rédeas, vira déspota. Foi com base nesse argumento que Zunino venceu Flávio Félix. E hoje, nosso Conselho Deliberativo assiste inerte o sangramento do Avaí. Triste.

Até a cigana da Praça XV sabia

Hoje o dia será só de lamentações. E não é para menos. Um ano de puro desastre na condução de tudo que envolve nosso amado clube.

Tudo o que foi pedido pela torcida foi negado pela Diretoria, a mesma que deveria servir àquela. Desde o material esportivo até a contratação de jogadores, da renovação com Benazzi até a vinda de Gallo. Tudo o quanto foi contestado pelo torcedor foi aplicado pelo Departamento Administrativo do Avaí.

É triste ver as primeiras manifestações de ultraje, conforme foto tirada pelo blogueiro André Tarnowski ontem. Mas como não pensar assim ao comparar o comportamento omisso do Presidente Avaiano (que esteve no vestiário ao final da partida segundo informações do repórter Fabiano Linhares), com as declarações do presidente do time da Comissão de Arbitragem Brasileira, André Sanchez, após a derrota para o lanterna:  Faltou vontade, raça, dedicação. Dar três chutes a gol é ridículo. Já estamos cobrando eles.

Se diante disso tudo você ainda está triste, dá uma passada nessa postagem.

Não falta mais nada

Depois da imensa dificuldade em digerir mais uma patada nesse terrível ano para o torcedor azurra, totalmente orquestrada pelo maestro, o DD. Presidente Avaiano, "eis" (termo muito usado para traduzir a incompetência velada) que surge como um tsunami de esgoto putrefado a notícia de Prisco estaria negociando com Zunino para assumir o Avaí em 2012.

Então o mundo vai acabar mesmo. Imaginem nosso Departamento de Futebol sendo tocado por Gabriel e Prisquinho, daí é para estilhaçar a carteirinha. Eu não aceito esse tapa na cara, e acredito que 99% da torcida também não.

Chega de absurdos e desmandos. Será que dos mais de 200 conselheiros, não se consegue 40 assinaturas para convocar uma assembleia extraordinária para cobrar os responsáveis?

Olha, a coisa tá feia...

Rebaixado

Estamos rebaixados, meus amigos. Agora é pensar em 2012, na série B. Acabou de forma melancólica, ainda faltando 5 jogos. Culpa dessa Diretoria burra, encabeçada pelo teimoso Zunino, que acha que manda no futebol mesmo não entendendo nada.

Não merecemos ficar na série, nunca merecemos. Merecemos cair sim, vexames atrás de vexames. Nossa torcida não merece isso, nossa torcida não merece essa Diretoria, não merece esses assessores que só destroçaram com o nosso clube.

Acabou da pior forma. Essa é a legítima prova que um sonho pode se tornar um pesadelo. E um pesadelo bem longo.

Mudança nessa Diretoria já!

A noite pode ser longa - Blog do Avaí Globo.com

A reapresentação dos jogadores avaianos aconteceu nesta manhã, mas nada de especial aconteceu. A tarde, às 15h30, será o atendimento à imprensa e 30 minutos depois o treino na Ressacada. Ontem foi folga o dia inteiro e amanhã pela manhã já está programada outra folga.
Entendo que o problema de nossos jogadores também está relacionada a parte psicológica. E nestas últimas rodadas a pressão será cada vez maior.
Como não se sabe o que os jogadores realmente farão do início da noite de hoje até amanhã a tarde (amanhã é feriado), não seria o caso de hoje a noite e amanhã pela manhã, ao invés de folgas, acontecer alguns trabalhos psicológicos, seja palestra, filme ou qualquer outra coisa que leve aos jogadores a uma maior concentração durante as partidas? Eu não acredito que todos os jogadores na véspera de um feriado ficarão em casa descansando.
Tudo o que o torcedor avaiano não quer hoje é encontrar alguém no sereno por estas noites, certo?
Nota do Blog: preocupação mais que pertinente. Notícias fidedignas dão conta de que atleta diretamente responsável pela última derrota esteve saboreando Espumante em famosa casa noturna da ilha na última quinta-feira. E segue o barco...

Esperando por novos ventos

O Avaí já chegou de São Paulo. Depois de uma "folga", por certo voltará aos trabalhos para a próxima "ou vai ou racha" desse sofrimento chinês para o torcedor avaiano.

Chances ainda temos, não dá para negar. Mas estou torcendo de verdade para que a Diretoria esteja trabalhando firme para 2012. Ainda que Toninho Cecílio não seja o Treinador dos Sonhos, nosso elenco não chega perto de uma elucubração de uma cesta depois do almoço.

Por isso, se há algo em que se agarrar para acreditar na salvação, é no time que se formou, e parece ter encontrado um padrão de jogo, só que faltando 6 jogos para o final. Enfim, precisamos de 4 vitórias e um empate para chegar a 42 pontos, pontuação que na minha opinião salva. Isso significa que podemos perder apenas mais um jogo...

Hoje não foi mais do mesmo


Amigos, a derrota de hoje, no meu modo de ver o jogo, não se parece com as demais. Apesar de termos novamente tomado dois gols, acredito que tal fato na partida se deve mais a qualidade técnica do Corinthians do que as nossas deficiências.


Vi hoje um Avaí muito aguerrido, marcando muito bem, especialmente no primeiro tempo. Na etapa final, foi notório que alguns jogadores considerados "chave" cansaram, e tiveram que dar lugar ao medíocre Leandrinho. Cleverson e até o criticadíssimo Robinho, acaso estivessem bem fisicamente, teriam ajudado muito mais, ainda mais quando Lincoln e William pouco fizeram em um jogo tão importante. É claro, óbvio e ululante que os dois tem crédito demais, mas hoje deixaram a desejar.

O lance da partida para mim fica por conta do gol perdido por William debaixo da trave. Tivéssemos feito o 2 a 0, liquidada estaria a partida. Mas o gol não saiu, e no lance seguinte, o Corinthians empatou.

No lance da virada vi falta no goleiro Felipe. Por conta de um lance semelhante, aliás que sequer houve contato, deixamos de vencer o Bahia aqui na Ressacada.

A conclusão triste disso tudo é que realmente achamos um bom time para uma série A, porém muito tarde. Faltam 6 jogos, e precisamos de um milagre. Enquanto houver vida, há esperança, mas é bom realmente ter nas mangas um planejamento decente para 2012, independente da série. E que tal plano passe pela renovação com alguns jogadores, mas isso é papo para mais tarde.

Abraços!

Verdades necessárias

Amigos, peço sinceras desculpas pela ausência um tanto longa deste espaço, mas compromissos inadiáveis consumiram o já escasso tempo para aquela opinião sobre o nosso Avaí.

Sendo direto e objetivo: estamos na Série B. Não tem o que contestar. Em verdade, estamos na série B desde que começou o campeonato, ficando fora dela por apenas 12 horas. Trouxemos uma centena de pseudo-jogadores, mais de 4 treineiros e uma Diretoria auxiliada por Chefe de Torcida do Estreito (conforme brilhante observação do Roberto Costa).


Tomamos uma enxuvalhada de gols, viradas bizarras em 5, 6 minutos. A verdade, meus amigos, é que não merecemos ficar.


O único ponto positivo disso tudo é que a torcida não abandonou o time. Lutou firme durante todo esse tempo para poder voltar para a Ressacada. Quer estar junto do clube, e só isso é uma demonstração de amor incondicional e difícil de igualar.

Meu pensamento: contratar um bom técnico, que encampe o objetivo de subir ano que vem, já montando um elenco decente e digno de trajar o manto avaiano, e começar a negociar os jogadores mais caros, pois com certeza o rombo dessa trapalhada não será pequeno.

Abraços!

Carta Aberta da Torcida Avaiana (por Chuleta Avaiana)

A apaixonada torcida alviceleste da equipe composta por alguns "jogadores profissionais" do Avaí Futebol Clube gostaria de comunicar que não suporta mais a rotina de derrotas e vexames protagonizadas por estes atletas que na sua maioria vestem, mas não honram nosso manto.

Aos senhores, ressaltamos que pouco nos importa se concedem entrevistas para o órgão A, B ou C, pois não aguentamos mais ouvir desculpas esfarrapadas. Queremos escutar os atletas gritando dentro das quatro linhas, incentivando seus pares e passando esta energia para as arquibancadas possobilitando reacender o outrora caldeirão.A nação azurra está sendo morta aos poucos, pela mesma diretoria que aposentou a Camisa 12!Nosso apoio sempre foi incondicional, e ser chamado de "bagaceira" não representa nada diante da humilhação que passamos todos os dias ouvindo piadas em virtude da pífia campanha realizada neste brasileirão. A respeito do profissional de imprensa, seria muito menos vergonhoso emitir uma nota de repúdio, ao invés de fazer este teatrinho e depois alegar respeito ao torcedor para conceder novamente entrevistas.Então, em respeito aos torcedores avaianos, que na sua maioria também possuem família e se vêem privados nos dias de jogos de filhos e esposas, enfrentando fila, chuva, frio, derrota em cima de derrota e mais fila e gozações, exigimos que se dê por encerrado este período bisonho, amador e negro que somente mancha a história de um clube com 85 anos, ao qual a torcida nunca abandonou, nem mesmo diante do esforço extremo desta diretoria burra, omissa e prepotente.Queremos deixar claro que, de nossa parte, também não mudamos nossa opinião em relação ao time. Achamos pouco qualificado, com alguns atletas beirando o amadorismo. Além disso, se os senhores jogadores realmente possuem um pingo de vergonha na cara, então devem vestir o nosso manto e honrá-lo até a última rodada. Os senhores jogadores nunca deveriam cogitar a ideia de entrar em campo pressionados, pois sempre apoiamos ao máximo, mesmo nos piores momentos. Os senhores jogadores deveriam ter a humildade de pesquisar a história recente do clube e entenderiam que nossa torcida não é reconhecida como a maior e mais apaixonada à toa.Apenas entendemos que a nota dos atletas foi mais um ato que vem engrossar as asneiras cometidas no sul da ilha desde 2010. As declarações ou pedido de desculpas de um profissional de imprensa nunca serão maiores e mais importantes que a instituição Avai Futebol Clube. Portanto, façam jus ao salário que recebem, pois não tem sido fácil, pagar para assistir a este show de horrores!

Desrespeitar o hino nacional pode, Arnaldo?

Excelente texto de Rafael Martini, do blog Visor do portal ClicRBS.

Já faz tempo que todo mundo vaiava o desrespeito ao hino nacional. Agora, alguém tocou na ferida.

A lamentável cena já tinho ocorrido no jogo entre Figueirense e Inter, no Scarpelli, e voltou a se repetir na partida entre Avaí e Grêmio, neste domingo, na Ressacada. Nas duas oportunidades, as torcidas do Grêmio e do Inter resolveram cantar a plenos pulmões o Hino Riograndense, bem no meio da execução do Hino Nacional. Mais do que falta de respeito, um crime contra um dos símbolos nacionais. Tudo bem que o 20 de setembro é motivo de orgulho para os gaúchos e coisa e tal, mas vir pra Santa Catarina bancar de separatista é dose. Engraçado é que no verão, quando lotam as praias daqui, não se vê nem maragatos e nem chimagos cantando “sirvam nossas façanhas”, enquanto tomam chimarrão à beira-mar. Depois não adianta torcer o nariz quando os manezinhos entoam o já tradicional “gaúcho, cunhado” (não é bem isso, mas você entende). Cá entre nós, se tem um Estado que merece um pouco mais de consideração dos herdeiros da Revolução Farroupilha é exatamente Santa Catarina. Quem discorda, é irresponsável ou, então, desconhece a história. 

Pára e repara

Amigos, muitos são os motivos que nos tiraram da nossa casa - a Ressacada. Desnecessário listá-los novamente.

De ontem a noite para cá, acompanhando os jogos que finalizaram a rodada, pensei eu com meus botões: o destino não quer que o Avaí seja rebaixado. Já era para estarmos quase que sepultados, mas apenas duas vitórias nos tiram da zona.

Domingo, meus amigos, é dia de decisão. Aliás, é o dia em que passa a última carroça. Agora contra o Grêmio só a vitória interessa, somente ela, só ela e mais nada. Então, se você tem certeza de que não iria para o ARS no domingo, ou estava em dúvida, pare e pense:

- É a última chance de sairmos dessa. Temos que estar juntos.

Muito embora a maioria da torcida já tenha jogado a toalha, é preciso apenas estar ciente que domingo é o dia que definirá o 2012 do Avaí. O avaiano, apaixonado que é, não vai deixar de dar o seu apoio nesse momento.

E, para finalizar, para todos aqueles que ficaram felizes e frustrados com a convocação do zagueirão Emerson, pensem: só existe a remota possibilidade de nosso ídolo vestir nossa camisa novamente se permanecermos na Série A

Então, tocou para a Ressacada domingo! 

Tá aí


Taí aí, Diretoria. Olha, abrir as páginas esportivas para os avaianos é cada dia mais doloroso.


Hoje, o zagueirão Emerson foi convocado para vestir a amarelinha. Eu e toda a não azurra ficamos felicíssimos, orgulhosos e contentes. Mas, ao mesmo tempo, frustrados e com aquela inveja do c....

Culpa de uma cúpula que em 2011 trabalhou firme para detonar com o coitado do torcedor. Não bastasse ver a Ressacada às moscas, a torcida avaiana fria e o time nessa lama, ainda temos que ver um ídolo que queríamos aqui se destacando ali, em Curitiba.

Vai com tudo, Emerson! Não tenho dúvidas que competência e qualidade não faltam para ser titular dessa Seleção.

E o sofrimento não para

A cada vez mais entusiasta e empolgante Diretoria do Avaí mais uma vez só nos dá dor de cabeça e desprazer a cada notícia. Composta em sua maioria por estrangeiros, nativos lambedores de saco e outra parte de despreparados, essa "equipe interdisciplinar" por mais uma oportunidade deu o ar de sua graça. Aliás, gracinha, com a minha cara, com a sua e com a de todos os outros: saiu o "serviço" do jogo, com aquela promoção meia-boca, que não deu certo e não vai dar de novo.

Podem começar a alugar mais umas duas caixas de som, porque vai precisar.

Zeca já dizia

Amigos, chegou a hora de ficarmos de frente para a realidade. Eu acredito, tu acreditas, nós acreditamos. Será? Como ter fé em gols com laterais do "nível" de Arlan e Romano? Para tudo! Eu, que sou lateral direito jogo mais que ele na esquerda.

Tivemos as chances de empatar o jogo, é verdade, mas o time como um todo, e não é só a defesa, que fique bem claro isso, é responsável pela tragédia de gols sofridos que temos visto.

Dirceu, a quem teci severas críticas, nessa defesa que está aí, está se superando. Não estou dizendo que é bom, mas dentre todos, é o único que está em todos os lances. Mas, com um meio que não faz nada (não arma e não marca, salvo Lincoln) e com alas que duvido que jogariam a série especial do campeonato catarinense, fica impossível crer na saída dessa lama.

E agora no domingo? Qual o avaiano que espera ver uma Ressacada sucumbindo a torcida gaúcha? Ir para o Sul da Ilha ver o sistema de som ter que fazer o trabalho é tão humilhante quanto essa campanha pífia desse time.

Ninguém quer acreditar no pior, nem eu. Mas faltam 14 jogos (42 pontos) e temos que fazer 23 deles. Nessa batida medíocre, como sair disso aí?

Como já dizia Zeca Pagodinho, a realidade é dura...

Queremos ficar de pé!

O destino do nosso time vai se desenhando da pior maneira possível. E agora não dá para reclamar da sorte. Jogamos contra o lanterna, e não tivemos capacidade de derrotá-los. Pegamos o Palmeiras, gol contra e expulsões, bola do jogo nossa, e empate frustrante.

Foto: www.avaixonados.com
Tudo isso "mina" a paciência, o saco do torcedor, até para vir aqui nesse humilde blog ler esse texto. O torcedor avaiano não se afasta só da Ressacada.

Não é a toa que times sem estádio fazem força para ter um. Trata-se de um símbolo que unifica, que congrega e que fortalece uma instituição. O nosso já foi temido. Hoje...

Sei que o retorno do avaiano a sua casa está difícil. Abaixar o ingresso, ainda que não seja suficiente, é medida mais do que necessária. Que insiram nas mentes brilhantes o pensamento do blogueiro Alexandre Aguiar: "A questão agora não é mais pagar as dívidas, mas evitar que elas se tornem maiores indo para a Série B".

Não obstante essa "tentativa" de minimizar custos, na minha opinião - que é também um desejo - é que não quero que meu time caia como caiu um Brasiliense, um Gama, dentre outros. Eu acredito que, com o estádio lotado, possamos sair do Z4. Já falei isso várias vezes em outras postagens. Mas, se o pior acontecer, não quero que seja do jeito melancólico que está sendo.

Diretoria Avaiana: seja qual for o resultado final, a torcida Avaiana quer estar de pé!

A "côza" tá feia

A coisa tá feia, meus amigos. Olha, a crença absoluta do acreditar na salvação já não me domina. Eu quero acreditar, faço uma força descomunal, mas as coisas não acontecem para me fazer crer.

O jogo de hoje foi emblemático. Feio taticamente, ruim em todos os aspectos. Jogadores avaianos perdidos em campo. Todos em todos os lugares.

Mesmo com atletas a mais, tenho certeza que não tivemos sequer mais posse de bola, quanto mais as outras variáveis que nos fariam ter vencido. Cleverson teve a bola do jogo, e a finalizou com a classe da divisão do seu ex-clube. Não tem categoria, faz o simples, mô pombo!

É bem verdade que Lincoln fez uma falta absurda. Mas, a continuar nesse trilho, é melhor - agora sim - traçar um belo planejamento para 2012. Vamos ser francos, tá muito difícil.

Em tempo: que coisa esquisita essa medida de jogar agora só com o 3º uniforme. Todo mundo já conheceu a camisa, teve boa aceitação, mas quando começa a empurrar goela a baixo a coisa fica antipática. Chega! Independente do destino do time, comecem a jogar com o nosso verdadeiro uniforme!

V9 e outras "cocitas"

Minha opinião sobre o retorno de Vandinho: sou totalmente a favor. Sei que pode haver crítica ou discordância, mas penso que, em forma e concentrado no seu futebol, trata-se de um atleta diferenciado em sua posição. Tem noção de artilharia, posiciona-se bem na área e tem o faro do gol. Perde muitos, é verdade, mas só perde quem se apresenta.

Segundo consta das últimas notícias, sua vinda apenas se complica por conta do curto prazo para sua regularização, e a complexidade do trato em razão do caráter internacional da transferência. O mesmo problema que vive o zagueiro Rafael. Não sei as razões pelas quais saiu, mas na época em que o avaiano Márcio Azevedo assumia esse papel, não lembro de uma falha tão grotesca como essa praticada pelo zagueirão Mauro Galvão. E quando LA criticou sua vinda à Ressacada, muito se falou que o empresário queria mandar no Avaí. Acho que a resposta está aí: um jogador que está no Avaí a uns 3 meses e ainda não tem condições de jogo. Imagina como era o resto...

Se faltasse só tempo...

Fonte: Blog do Juca Kfouri

O despertar da Diretoria Avaiana

Realmente engana-se quem pensa que os blog's não exercem algum tipo de influência na era da pós-modernidade em que vivemos.


Ontem e hoje, o Avaí Futebol Clube publicizou duas boas promoções para o jogo de domingo. Ao total, são 7.000 entradas a preços populares, como todos os blog's avaianos pediram. Perfeito!

A única ressalva fica por conta da necessidade de um estardalhaço cibernético para que as coisas acontecessem. E pela divulgação apenas agora, quando na verdade deveria ter sido feita uma ampla divulgação desde a segunda, pois domingo é dia de decisão.

Mas, não importa. O que vale é que está dada a oportunidade para que a Ressacada possa novamente receber um bom público, e que a vitória venha ao lado da massa azul e branca!

LA tem razão

Olha, pelo que tenho visto, e dando mais uma lida na entrevista dada pelo LA ao blogueiro Fábio Machado, penso que nosso parceiro tem razão. Tem gente de dentro do Avaí que está fazendo força para nos colocar na segunda divisão. E quando digo isso, não me refiro a decisões mal pensadas, mas às mal intencionadas.

Não há razão alguma para manter os preços dos ingressos nesses patamares desarrazoados. Domingo é o dia certo para uma arrancada, e era para ser ao lado da massa azul e branca. Mas, por decisão grotesca de alguém que por certo não quer o Avaí na série A 2012, teremos que ver a Ressacada com o seu público de 19ª colocado.

O que precisa acontecer para que os dirigentes raciocinem sobre esse disparate?

Tá louco!

O Avaí só pode ser patrocinado pelo Políbio Automóveis. Não por jogar os preços lá embaixo, mas por estar louco!

Deus que me livre, jogo para jogar o ingresso a preços populares para tirar o time dessa lama interminável, e sai o "serviço" do jogo com ingressos a R$ 80,00. É fazer uma força muito grande para ser rebaixado. Acho que o LA tem razão, lá dentro tem gente fazendo força para dar errado.

Será que o próprio LA não pode chegar perto do Zunino e dar o toque? Com a Ressacada vazia vamos cair, não tem saída.

Coisa horrorosa, tá louco!

Entrevista com o LA

Copio aqui, na íntegra, entrevista dada hoje ao jornalista e blogueiro Fábio Machado (http://fabioluizmachado.blogspot.com/). Vale a pena a leitura.




Conversei por telefone com o empresário Luiz Alberto da LA Sports. Uma conversa franca, honesta e com teor de desabafo do parceiro que ajudou que  ajudou a guindar o Avaí para a elite do futebol brasileiro, além de ter conquistado um bicampeonato estadual. Luis Alberto, sabe do que representa o seu nome entre os torcedores azurras. E demonstrou durante toda a conversa, a sua real preocupação com o momento do Avaí e pediu apoio de todos aqueles que amam o clube. Porém, não deixou de alertar "tem gente  dentro da Ressacada torcendo contra para justificar os seus fracassos".  E afirmou "o prejuízo que o Mauro Galvão nos deixou não dá para mensurar" justificando o atraso em regularizar a situação do jogador Rafael  "estamos precisando de zagueiros" completa um indignado torcedor/empresário do futebol.

ROBINHO

Sobre o jogador Robinho, Luiz Alberto concorda com as críticas que fiz em relação ao atleta no começo. Tanto que o jogador, ciente da falta de espaço no Avaí, já estava negociado com o Paraná. Porém, Toninho Cecílio estancou a negociação, afirmando que conhecia bem o atleta e que queria continuar com ele para a sequência do campeonato. Afirmei para o meu interlocutor do outro lado da linha, que realmente o futebol do jogador cresceu com a vinda do Cecílio. Tem sido mais aproveitado como um segundo ou terceiro atacante.

DINELSON

Perguntei sobre o Dinelson. A resposta do Luiz Alberto, veio com uma comparação ao Léo Gago, que chegaram "estourados" na Ressacada e após um trabalho ficaram aptos para retornarem ao futebol. Porém, o caso do Dinelson é diferente, pois o jogador precisa de ritmo de jogo. O empresário avaliou que o jogador seria mais útil ao Paraná do que ao Avaí, já que "estava entrando apenas 15 minutos" tempo que não seria suficiente para ter o condicionamento necessário em relação ao momento de pressão que vive o Avaí na competição. O empresário demonstrou plena convicção que o atleta voltará para a Ressacada no próximo ano em sua plena forma.

GUSTAVO MENDES

Se Luiz Alberto, não foi pródigos em elogios ao Mauro Galvão, o mesmo não pode ser dito do Gustavo Mendes. "um dirigente da nova geração, que está segurando muitas barras no estádio da Ressacada. Um grande profissional. Articulado, inteligente e que vai ajudar tirar o Avaí dessa situação com o seu trabalho".

LOBBY PARA ESCALAR JOGADOR

Luiz Alberto confidenciou que a crítica que o deixa mais chateado é justamente a que o acusa de impôr jogadores para atuarem como titulares. Exemplificou que o Avaí atuou boa parte de brasileiro com apenas dois jogadores da LA Sports: Bruno e William. Segundo Luiz Alberto "não existe isso". E completou afirmando " joga quem estiver melhor segundo o trabalho do treinador".

CRESCIMENTO DA  LA SPORTS

Luiz Alberto me deu razão, quando afirmei pra ele que a LA Sports cresceu e criou "tentáculos" em várias equipes, tirando o empresário do foco Avaí. Ele concordou, porém fez questão de enfatizar que já recebeu críticas em Curitiba "por ter abandonado o Coxa", mas que teria afirmado publicamente em resposta, que o seu  objetivo atual é ajudar tirar o Avaí da zona de rebaixamento. E pelo carinho que ele tem o presidente Zunino e com a maioria dos torcedores do time azurra, vai no final ano "comemorar essa conquista".

CONTRATAÇÕES

O empresário disse que está de olho no mercado e que vai trazer no mínimo, um zagueiro para reforçar esse setor. Declarou que vários jogadores já estão mapeados para o próximo ano. Que não toca mais na tecla do erro de planejamento( "para não ofender pessoas  próximas ao presidente")  e que a sua visão está no presente. E pediu que a hora é a da união dos verdadeiros avaianos. O pensamento do empresário, é que os olhos mirem para o futuro e que acreditem no atual grupo de atletas. Segundo o Luiz Alberto, se o grupo do Avaí fosse esse que está hoje na Ressacada, a equipe não estaria nessa delicada situação.

TONINHO CECÍLIO

Disse para o Luiz Alberto, que se eu mandasse no Avaí, deixaria o Toninho Cecílio terminar o seu trabalho, e colocaria ele no cargo de supervisor do clube, dando autonomia para que ele contratasse o novo treinador. Já que a sua experiência é muito grande na montagem de grupos e que na última coletiva, ele foi perfeito em analisar o quadro atual do Avaí e nas dificuldades em "homogenizar" o grupo, em função da quarta montagem devido aos treinadores que passaram na Ressacada. Luiz Alberto também concordou e pediu mais uma vez, para esquecer o que aconteceu e mirar só na recuperação do Avaí com o apoio de todos aqueles que amam o clube, "apesar de saber que lá dentro da Ressacada, tem pessoas torcendo contra".

Não tem saída

Nos restam 15 jogos para sabermos se ano que vem jogaremos contra Salgueiro ou contra o Flamengo e outros. Nos restam 45 pontos a disputar, e 23 a conquistar. 7 vitórias e dois empates, 5 vitórias e 6 empates, 8 vitórias, tanto faz. Independente da combinação de vitórias e empates que nos tirarão da segundona 2012, o fato é que não podemos perder mais do que 4 jogos até o final.

Temos 8 jogos na Ressacada. Será que a Diretoria sabe que se dominarmos na Ressacada estaremos salvos? Então, se não sabem, vou dar a o caminho da solução:


Não tem saída, Diretoria. Se a Ressacada não tiver 10 mil avaianos por jogo, no mínimo, não tem jeito. Pode começar a ir atrás de Joelson, Marcos Basílio, Marquinhos Rosa e outros. É hora de ter humildade para reconhecer o erro. A torcida avaiana, a maior mulher de malandro desse Estado, está doida parar jogar junto!

Divulguem o serviço do jogo com ingressos para todo o estádio a R$ 10,00, sob pena de já terem que ir atrás de um novo "planejumento".

A cara do que queremos - DNAzul

Nossa terra, nossa gente

www.souavaiano.com
Aproveitando o nome do belo programa veiculado pela TVBV, vou entrar num assunto talvez um pouco polêmico. Não tenho conhecimento técnico pra falar de marketing. Trata-se certamente de uma área complexa e cheia de meandros. Porém, posso afirmar que o Avaí perdeu uma chance de ficar bem na fita, até para ratificar o resultado, e dar uma resposta ao povo catarinense que de certa forma optou pelo Avaí como time simpático na última pesquisa.

Sexta-feira ouvi o avaiano Thiago Tavares, em entrevista na Joven Pan, dizendo que teria iniciado através de sua  assessoria de imprensa uma campanha para arrecadar água, roupas e mantimentos para os afetados pelas últimas cargas d'água no Estado. Não tenho a menor dúvida que o lutador uniu a solidariedade com o aprimoramento de sua imagem pessoal.

Em compensação, não vi por parte do Avaí (e de nenhum clube catarinense) iniciativa nesse viés. Além de poder ajudar pessoas que estão precisando muito, tal iniciativa carimbaria ainda mais a política de que o Avaí é Santa Catarina.

Mas, como diz o ditado, cavalo encilhado só passa uma vez.

Agora eu quero ver!

Já vou colocar em letras garrafais logo de cara: D-U-V-I-D-O que a imprensa, em especial a Rede de Baixos Salários ou de Baixa Sabedoria, tanto faz, vai amanhã colocar no seu respectivo cadernos de esportes: "empatar com a ajuda do árbitro é ético?".

Nesse ponto sou obrigado a concordar: essa imprensa esportiva é muito medíocre, em especial os que, com cabides, se instalam por aqui. Detonaram, fizeram enquete e o escambal. Agora que o time simpático se deu bem com a escandalosa ajuda do árbitro, tenho certeza que sequer tocarão no assunto.

Mas, fica o desafio: pago para ver!

O caso Miguel Livramento

Copio aqui a análise do comentarista Fábio Machado, em seu blog, sobre a celeuma envolvendo o comentarista Miguel Livramento. Prestem atenção, também, sempre em quem se direcionam os repúdios. Enquanto se trabalha ardilosamente com matérias e dados sempre tendentes a diminuir o Avaí, atribui-se a Miguel Livramento toda a responsabilidade por usar um termo chulo em sua participação na jornada de ontem. Merece punição? No meu modo de ver, sim. Porém, esse fato não pode obscurecer que quase perdemos para o lanterna ontem. Se tem algo que me envergonha é saber que meu time já tomou 48 gols em 23 jogos e está a 23 rodadas na zona do rebaixamento, e não por que o Miguel Livramento chamou o time de "bagaceiro".

O comentarista Miguel Livramento errou? Na verdade ele manteve o seu critério de folclórico. Apenas isso! A manutenção desse profissional na RBS se justifica apenas por isso: fala engraçado, usa ditados e não demonstra nenhuma coerência em sua análises. Sempre foi assim. Ninguém nunca terá razão se chamar o Miguel Livramento de "maria-com-as-outras". Miguel é autêntico e genuíno. Um ser em extinção nesse mundo chato e politicamente correto. Folclórico apenas ! Miguel errou? Claro que sim. Passou dos limites. Confundiu o lado comentarista com o lado torcedor. Errou dessa vez e vai continuar errando. Já chamou o Léo Gago de Léo Cego. Já chamou o zagueiro Emerson de jogador Avon (todo mundo tem) e outras asneiras. (http://fabioluizmachado.blogspot.com/)

Por um momento...

... Achei que fossemos piores que o América/MG. Por um momento achei que teríamos que suportar a lanterna. Mas, Deus foi justo conosco. Não nos deixou carregar tamanha cruz.

No primeiro tempo, destaque negativo para o jogador com futebol mais decadente desse time: Pedro Ken. Merece uma geladeira urgente.

Robinho, a quem já disparei severas críticas, não tem se omitido da responsabilidade. E quando digo RESPONSABILIDADE digo aparecer para receber a bola, e não se jogar em uma quina do campo onde ninguém aparece.

E quer queiram quer não, a entrada do Batista melhorou o time. Melhorou mais ainda com a entrada de Estrada. E fomos para cima como deveríamos ter ido desde o primeiro segundo de jogo.

Mas, vai ser impossível vencer tendo que fazer mais de dois gols por jogo. Para vencermos partidas, temos que parar de tomar tantos gols imbecis.

E, para finalizar, não dá mais tempo, Diretoria. Abaixem esse ingresso amanhã de manhã. É R$ 10,00 até o final agora. Senão vão ter que arrendar o estádio do Marcílio Dias para fazer o clássico.

A salvação desse time está em casa. ACORDEM!!!!